Adentro Datacenter Solutions

X

Muitos empresários não pensam em um Plano de Continuidade de Negócios até realmente precisar. Nesse contexto, ele é considerado um gasto. Mas o que muitos demoram a entender é que há boas razões para contratar um PCN.

Assim como um seguro de vida ou seguro do carro, uma gestão de continuidade de negócios é a segurança do seu dinheiro. A cada momento que sua empresa fica inativa, você está perdendo ele.

Desastres acontecem a toda hora e interrupções do serviço podem custar muito dinheiro nesse nosso mercado hipercompetitivo. Confira agora o que é PCN e para que serve ele a sua empresa!

 

o que é PCN

O que é PCN e para que contratar?

“A grande questão entre as empresas no Brasil é ‘quanto tempo se pode sobreviver durante inatividade ou perda de dados?’. A resposta provavelmente será ‘não muito’.”

O Plano de Continuidade de Negócios, também conhecido como PCN, se trata de um conjunto de estratégias e planos de ação preventivos. Seu objetivo é garantir o pleno funcionamento dos serviços essenciais da empresa durante falhas.

Assim, a gestão de continuidade de negócios trabalha para resguardar a empresa até que a situação seja normalizada. Por isso, exige três condições essenciais:

  1. Análise de Risco: quais são os riscos que existem para a sua empresa;
  2. Análise de Impacto: como esses riscos podem impactar no seu negócio;
  3. Planejamento estratégico: se esses riscos se concretizarem, como deve agir para retomar operações.

Então o que é o PCN e para que serve? Ele é um plano para garantir sua empresa após passar por certas falhas. Apesar de diferente para cada negócio, seu propósito sempre permanece o mesmo.

 

Como ele é estruturado?

  • PAC: Plano de Administração ou Gerenciamento de Crises: aqui são definidas as funções e responsabilidades de cada equipe envolvida no plano. São definidos os acionamentos antes, durante e após a ocorrência;
  • PRD: Plano de Recuperação de Desastres: aqui se determina o planejamento no pós-crise, definindo o que deve ser feito para que a empresa retome sua atuação original;
  • PCO: Plano de Continuidade Operacional: aqui é definido como reduzir o tempo de queda e os impactos provocados por uma falha;
  • Plano de Contingência: aqui são definidas as necessidades e ações imediatas, sendo o plano de último caso.

 

Quais são as razões para contratar um PCN? Existem 3!

Afinal, por que sua empresa precisa se preocupar com a gestão de continuidade de negócios? Por causa dos riscos operacionais que existem para qualquer empresa. Dentro disso, é possível enxergar três grandes razões!

Desastres naturais (e não naturais)

Plano de recuperação de desastres existe para manutenção de backups dos seus dados. Além disso, move seus sistemas e aplicativos de tecnologia críticos instantaneamente para outro local.

Terremotos, inundações e outros desastres naturais são eventos que podem ocorrer e levar a uma perda total de dados e informações. Ter um backup é o mínimo para plano de continuidade de negócios no TI.

Além disso, desastres também podem não serem naturais. Ataques de malware ou vírus de crimes cibernéticos também podem ser um “desastre”. O plano garante que não ocorra perda total das suas operações.

E se o backup não for suficiente?

Se por acaso o seu local de backup também sofrer um desastre? E se ele não for suficiente? Acontece que backups de dados representam apenas uma parte do plano, pois eles não salvam seus aplicativos essenciais, apenas seus dados.

Por isso, uma opção popular é o uso do cloud computing. Por meio dessa tecnologia, empresas podem executar aplicativos corporativos a partir de instâncias de backup de servidores virtuais.

Quando combinado com um plano de continuidade de negócios, é possível reduzir bastante o tempo de inatividade por desastre.

Estrutura inutilizada

E se o seu local de trabalho não puder ser utilizado? É possível ocorrer diferentes problemas, como danos à estrutura, falha de energia, incêndio ou uma pandemia. Dessa forma, não é possível sustentar seu negócio apenas com a segurança do backup.

Um verdadeiro plano de continuidade de negócios envolve também haver um outro local ou espaço de trabalho alternativo para sua equipe. Nesse cenário, a melhor opção é novamente o uso de Cloud Computing.

Com o uso dele e de VDI, é possível os funcionários acessarem aplicativos críticos para o funcionamento da empresa de casa. Assim, se seu escritório estiver inacessível, o trabalho continua acontecendo.

Obs: o PCN é útil também para você entender quais são os aplicativos críticos para sua empresa.

Risco operacional (ou famoso erro humano)

Além de desastres naturais e a inutilização do espaço de trabalho, não se pode ignorar o risco operacional do desastre humano. Segundo estudo recente, 48% do tempo de inatividade de um data center ocorre por erro humano.

Podem ser erros bobos, como uma grande configuração de tecnologia que deu errado ou uma linha de código inválido. Contudo, os resultados podem ser catastróficos – e por isso, a melhor solução é ter um plano B.

Um plano de continuidade de negócios pode evitar um tempo de inatividade significativo por erro humano. Afinal, é necessário alertar para o fato de que erros humanos demoram a serem descobertos.

Então garanta a continuidade do negócio enquanto o erro é averiguado!

 

plano de negócios

Apenas contratar um Plano de Continuidade de Negócios é suficiente?

Uma das razões para contratar um PCN é o fato de que ele continuará funcionando para a empresa por um bom tempo. Por isso, não basta apenas ter um, é preciso manter o PCN em dia com as necessidades da empresa.

Mas agora que você conhece as razões para contratar um PCN, qual deve ser seu próximo passo? Garantir um para sua empresa e evitar contratempos!

 

 

deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.

Política de Privacidade
           Associado Abrahosting

Contatos

Métodos de pagamento

               Cartões de crédito