Como funciona a escalabilidade do web server?

Por: Adentro | 04-03-2021

Tão importante quanto investir na correta manutenção de sites e páginas na internet é pensar na escalabilidade do web server. Somente assim é possível manter um ambiente seguro, rápido e estável para os clientes.

Com o intuito de falar mais sobre esse assunto, explicamos porque é tão importante escalar servidores e como fazer esse processo para ter um site com aplicações sempre à disposição dos usuários. Confira!

 

Web server

Entendendo a escalabilidade do web server

Antes de mais nada, vamos explicar no que consiste a escalabilidade de um servidor web.

Para isso, precisamos ter em mente que esse servidor nada mais é do que uma máquina na qual ficam hospedadas as aplicações de sites e páginas. Na prática, o que fica armazenado nos web servers são os códigos das páginas.

Não podemos esquecer que esses computadores também possuem uma parte lógica, que é responsável por processar as requisições dos usuários de sites e páginas.

Acontece que, se há um aumento considerável dessas requisições, esses sites podem ficar muito lentos e até ficar fora do ar em momentos de maior demanda.

Em outras palavras, essas situações podem ocorrer nos casos em que a infraestrutura do servidor web é insuficiente para atender às solicitações dos clientes.

“E é justamente nesse ponto que entra o conceito de escalabilidade. Quando aplicado aos servidores web, esse conceito pode tornar a infraestrutura de hardware e de software mais flexível, adaptável a demandas específicas.”

No caso da escalabilidade da parte de hardware, ela não costuma ser necessária para empresas que alugam a hospedagem de suas aplicações. Isso porque a manutenção dos equipamentos é feita pelos provedores.

Quanto à aplicação desse conceito na parte lógica, a maioria das aplicações para web já são desenvolvidas de maneira a possibilitar o aumento contínuo de sua capacidade.

 

Qual é a importância da escalabilidade do web server?

À vista do que foi dito, podemos dizer que a escalabilidade aplicada aos web servers é fundamental para todo e qualquer negócio online. Mas, se você ainda não se deu conta dessa importância, podemos mostrá-la em números.

Para que se tenha uma ideia, uma pesquisa realizada pela consultoria de negócios Provokers, 67% dos usuários tendem a abandonar sites e páginas que demoram muito a carregar.

Outro estudo desenvolvido pela empresa Compuware, revelou que 7 em cada 10 consumidores aguardam no máximo 5 segundos para que um site carregue informações.

Isso significa que ter um site responsivo, seguro e veloz é essencial para atender bem os clientes e não correr o risco de perder oportunidades de negócios.

E um dos conceitos por trás da eficiência de um site é justamente a escalabilidade, especialmente quando o assunto é aplicação WEB. Aprofundaremos esse ponto no tópico a seguir. Acompanhe!

 

A escalabilidade de aplicações web

Mas, afinal, do que estamos falando quando nos referimos à escalabilidade no contexto das aplicações web?

A escalabilidade está relacionada a diversos fatores relacionados à experiência do usuário na navegação em um site, como o tempo de carregamento.

Entre os aspectos que devem ser observados no desenvolvimento de aplicações web escaláveis, podemos mencionar os seguintes:

Performance de aplicações web

A performance das aplicações web depende do modo como os serviços foram repartidos, de maneira a evitar quedas advindas de aumentos repentinos de acessos e solicitações.

Retorno ao estado original

Também deve ser levado em consideração o tempo necessário para que as aplicações voltem ao funcionamento normal após intercorrências, quanto maior é esse tempo, maior pode ser o prejuízo.

Facilidade na manutenção

Ao desenvolver aplicações web, deve-se considerar a facilidade com que se podem fazer as atualizações necessárias.

 

Escalabilidade na nuvem

Aplicações escaláveis em nuvem

Atualmente, muitas empresas optam por migrar suas infraestruturas para a nuvem, como formas de reduzir os custos de TI sem abrir mão da escalabilidade.

De fato, as aplicações em nuvem podem ser facilmente adaptadas à demanda das organizações, o que evita a aquisição de uma capacidade ociosa ou aquém do necessário.

Em outras palavras, as infraestruturas em cloud são elásticas, o que significa dizer que ela pode ser pensada para se adequar a dias e horários específicos.

Por exemplo, se uma loja online costuma receber mais solicitações nos fins de semana, pode-se ajustar a capacidade da infraestrutura para que o site não saia do ar ou fique lento nesses dias.

Do mesmo modo, pode-se programar a capacidade dos servidores para os dias de menor demanda.

Ademais, esses processos não necessitam de intervenção humana. As aplicações em nuvem podem ajustar a escalabilidade de maneira automática.

 

Tenha um site rápido e responsivo com aplicações web escaláveis

Para concluir, podemos afirmar que pensar em soluções escaláveis é fundamental para que se tenha um site à prova de quedas e lentidão.

O que queremos dizer é que a escalabilidade do web server é fundamental para proporcionar uma melhor experiência para o usuário, o que pode ser decisivo para os resultados de um negócio online.

 

E você, já sabia como funciona o conceito de escalabilidade aplicado aos servidores web? Deixe seu comentário!

Curtiu?
Compartilhe

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

AV. BAHIA, 1260, SÃO GERALDO, - PORTO ALEGRE - RS Política de privacidade © 2021 ADENTRO CLOUD - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.

Política de Privacidade