Adentro Datacenter Solutions

X

O isolamento social recomendado na pandemia de COVID-19 teve como consequência um crescimento exponencial na demanda por soluções de cloud computing.

As estimativas para esse mercado já eram bastante otimistas desde antes da pandemia. Em 2019, a consultoria Gartner previa um crescimento de 55% do setor até 2022. Agora, é provável que esse número seja ainda maior.

Com o intuito de falar mais sobre esse assunto, explicamos as mudanças provocadas pela pandemia no mercado de cloud computing. Indicamos o porquê dessas mudanças e o papel da nuvem no atual contexto. Confira!

 

uso em larga escala dos serviços em nuvem na pandemia

Pandemia e cloud computing: o uso em larga escala dos serviços em nuvem

 

Conforme já mencionamos, a cloud já era considerada uma tendência para os próximos anos desde antes da pandemia.

Com a imposição do isolamento social, ela se tornou ainda mais necessária. Em outras palavras, a pandemia acelerou a adoção em larga escala dos serviços de computação em nuvem.

De fato, esse tipo de serviço passou a ser utilizado por profissionais de diversas áreas, os quais se viram obrigados a trabalhar em casa. Abaixo, listamos alguns dos usos das tecnologias de cloud que se popularizaram durante a pandemia.

Consultas

Muitos profissionais da saúde e psicólogos aderiram às videoconferências por meio de serviços em nuvem para realizar suas consultas.

Aulas

Pedagogos e professores também passaram a utilizar esse tipo de ferramenta para dar aulas online.

Shows e apresentações

A indústria do entretenimento não ficou de fora da adoção das soluções de cloud. De fato, durante a pandemia, muitos artistas se utilizaram dessas ferramentas para fazerem lives e divulgarem trabalhos em serviços de streaming.

 

cloud e home office

Cloud computing nas empresas durante a pandemia: adaptação para o trabalho home office

 

O ganho de força do mercado de cloud computing também foi impulsionado pela necessidade que as empresas tiveram de adotar o trabalho home office durante a pandemia.

De fato, muitas empresas que, até então, não tinham nenhum posto de trabalho nesse formato, tiveram que se adaptar à nova realidade imposta pelo isolamento social.

A migração para cloud computing foi a única saída para manter as atividades sem abrir mão da qualidade dos serviços prestados.

Por meio dessa tecnologia, é possível utilizar softwares e sistemas de dados integrados online, sem a necessidade de adquirir licenças, instalar e configurar programas ou manter estruturas de hardware.

A adoção de videoconferência para a realização de reuniões também deve aumentar entre as empresas.

“Nesse cenário, o que se observa é que as preocupações com a segurança da informação, o aumento da produtividade e da eficiência no trabalho remoto e as políticas de compartilhamento de dados deverão ser a tônica daqui para frente.”

 

E-commerce e cloud computing

 

Durante a pandemia, o e-commerce cresce a olhos vistos. De acordo com um levantamento realizado pela ABComm, pelo menos 80 mil novos sites de vendas de produtos surgiram somente no mês de março.

No mês de abril, os pedidos de compras online tiveram um aumento de 47%. Para que se tenha uma ideia, o Mercado Livre cresceu cerca de 45% entre março e abril de 2020, em comparação com o ano passado.

E esse sucesso do e-commerce também traz benefícios às empresas de cloud computing, haja vista que são elas que desenvolvem as soluções que tornam o comércio digital viável.

De fato, é a adoção dos serviços em nuvem que possibilitam a escalabilidade do negócio e o uso de soluções que atendem a demandas específicas.

Ademais, é a cloud que possibilita uma maior largura de banda e poder computacional, o que torna os sites mais velozes e a experiência de compra mais satisfatória.

 

 

Gigantes da tecnologia comemoram novo momento do mercado de cloud computing

 

O aumento de alta nas vendas das empresas de cloud computing também é comemorado pelas gigantes do setor. Confira em mais detalhes abaixo!

Google

A Google comemora o aumento de 60% no uso diário do Google Meet nas primeiras semanas do mês de abril de 2020, o que representa um uso 25% maior do que aquele registrado em janeiro do mesmo ano.

Por isso, a empresa disponibilizou a seus clientes o uso gratuito dos recursos avançados do Google Meet.

Microsoft

Já a Microsoft teve um aumento de 30% no faturamento obtido pela venda de serviços de cloud computing.

Esse departamento faturou US$ 13,3 bilhões. O carro-chefe desse sucesso de vendas foi a plataforma Azure, que teve um aumento de 59% em faturamento, se comparado ao desempenho do ano de 2019.

 

Cloud computing: o futuro que chegou com a pandemia

 

Assim, podemos concluir que essas tecnologias deixaram de ser uma tendência para o futuro e se consolidam a passos largos como uma necessidade imposta pelo atual momento.

De fato, a hora da cloud computing chegou e sua utilização tende a se popularizar cada vez mais. Daqui para frente, ninguém poderá ignorar a computação em nuvem.

deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


           Associado Abrahosting

Contatos

Métodos de pagamento

               Cartões de crédito