Como preparar sua base de dados AWS para o próximo desastre

Por: Adentro | 29-04-2021

Você sabia que é possível preparar uma base dados AWS para desastres? Com essa plataforma, sua empresa pode melhorar a capacidade de resposta a ataques cibernéticos e acidentes.

Com o intuito de falar mais sobre esse assunto, mostramos como isso pode ser feito no plano de disaster recovery da sua empresa. Não deixe de conferir!

 

Como preparar uma base de dados AWS para desastres #1: realizando backups

Com a plataforma AWS, é possível fazer backup para todo tipo de dados, sejam eles blocos, arquivos e objetos.

Entre os serviços de armazenamento desenvolvidos para atender a essa demanda, podemos mencionar o Amazon S3, o Amazon Elastic File System e o Amazon Elastic Block Storage.

“Essas tecnologias de armazenamento proporcionam vantagens como maior resiliência e recursos avançados de escalabilidade, que atendem a demandas de organizações de diversos portes.”

Os backups AWS também possuem são completamente gerenciados, de modo a propiciar uma maior centralização de dados.

Não podemos esquecer que as políticas de backup AWS podem ser definidas pelos usuários, o que garante um melhor controle e monitoramento.

Logo abaixo, mostramos algumas das aplicabilidades do uso do backup no contexto da plataforma AWS.

 

Possibilidades de uso do backup AWS

Bancos de dados

No âmbito da AWS, os backups de bancos de dados podem ser feitos de maneira automatizada, sejam eles relacionais ou não.

Replicação de dados

Com o serviço de armazenamento de dados Amazon S3, é possível fazer a replicação de dados para várias regiões da AWS, de maneira a proporcionar maior segurança em casos de recuperação de desastres.

Política de ciclo de vida de dados

Com uma base de dados AWS, pode-se classificar os dados em diversos níveis, considerando sua importância e frequência de uso. Assim, o gerenciamento das bases de dados fica muito mais ágil e otimizado.

Possibilidade de substituição de fitas

As tecnologias de armazenamento em nuvem AWS permitem a substituição de processos mecânicos por fitas virtuais, agilizando e dando mais segurança à guarda de informações.

 

Como preparar uma base de dados AWS para desastres #2: utilizando os serviços de segurança

A AWS conta com arquiteturas de rede criadas para oferecer o máximo de segurança para as empresas que precisam proteger seus backups.

Por meio delas, é possível detectar atividades maliciosas ou suspeitas, fazer o gerenciamento do acesso aos bancos de dados e criptografá-los.

Além disso, a plataforma de nuvem da Amazon também disponibiliza programas de conformidade para ajudar as empresas a cumprirem exigências legais no que diz respeito à manutenção e manipulação de dados.

Os usuários podem, ainda, fazer o uso dos diversos serviços de segurança dessa plataforma, a fim de realizar auditorias.

No tópico a seguir, mostramos em maiores detalhes como funcionam esses serviços. Acompanhe!

 

Serviços de segurança para base de dados AWS

As arquiteturas da AWS foram desenvolvidas para proteger com o máximo de eficiência tanto dispositivos, quanto aplicações e informações de diversos tipos.

Essa plataforma possibilita a automatização de procedimentos relacionados à segurança de bases de dados, ao mesmo tempo em que oferece maior flexibilidade e privacidade.

Quanto a esse último ponto, ele tende a fortalecer ainda mais os níveis de segurança das informações.

Isso porque todos os dados que trafegam pelas redes mantidas pela AWS são criptografados automaticamente, o que evita as chances de ocorrência de falhas humanas nesse processo.

A AWS também oferece uma segurança completa em todos os estágios de migração para nuvem, sem contar o gerenciamento dela no cotidiano das empresas.

 

Como preparar uma base de dados AWS para desastres #3: reduzindo o tempo de migração

 

Ao utilizar a plataforma AWS, as empresas podem adotar o CloudEndure Disaster Recovery para tornar mais célere o processo de migração de bases de dados para nuvem.

Com essa tecnologia, o processo de replicação de recuperação de desastres entre regiões pode ser feito de maneira muito mais segura e otimizada.

Ademais, a AWS permite atualizações automáticas, que incluem todas as alterações realizadas em aplicações.

Dessa forma, tem-se uma plataforma totalmente pronta para a utilização, já no início da experiência com a nuvem.

 

Como preparar uma base de dados AWS para desastres #4: DR após ataques de ransomware

O CloudEndure Disaster Recovery também podem atuar contra ataques do tipo ransomware.

Com essa tecnologia, é possível detectar e responder a esses ataques de maneira muito mais ágil, evitando maiores prejuízos advindos deles.

Esse recurso da AWS age diretamente nas falhas que afetam as regiões de destino da base, havendo, ainda, a possibilidade de criação de pontos de recuperação.

 

Mantenha seus bancos de dados AWS sempre seguros sem dificultar o gerenciamento e a acessibilidade!

De fato, é muito importante pensar políticas de proteção de dados antes de migrar para o cloud computing, sem comprometer o acesso e o gerenciamento das informações.

Por sorte é possível preparar uma base de dados AWS para desastres mantendo a eficiência na manipulação de informações, o que promove maior segurança e agilidade na migração e manutenção de dados pelas empresas.

 

E você, como protege seus bancos de dados AWS de possíveis desastres? Deixe seu comentário!

Curtiu?
Compartilhe

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

AV. BAHIA, 1260, SÃO GERALDO, - PORTO ALEGRE - RS Política de privacidade © 2021 ADENTRO CLOUD - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.

Política de Privacidade