Adentro Datacenter Solutions

X

Quando o assunto é segurança de dados, logo pensamos em um plano de contingência no ambiente computacional. E o Disaster Recovery ou simplesmente DR, é fundamental nesse cenário.

Caso você não conheça o Disaster Recovery, nesse artigo nós iremos te explicar quais as suas funcionalidades, características e vantagens em contar com esse processo, confira.

Entendendo o Disaster Recovery e suas características

Antes de mais nada, é importante lembrar que é por meio da nuvem, na qual você encontra caminhos para tornar a recuperação de desastres muito mais eficiente.

O termo Disaster Recovery diz respeito a um plano de estratégias e ações que garantem a recuperação do negócio em um cenário de desastre.

O processo pelo qual o Disaster Recovery é responsável, serve para replicar dados ou ambientes de produção. Isso é muito importante por exemplo, para que o seu negócio esteja protegido em caso de algum desastre. O DR mantém um ambiente seguro que pode ser otimizado na nuvem.

O principal objetivo do Disaster Recovery é recuperar servidores e máquinas nos chamados eventos inesperados de características rompedoras. Mas na prática, o que são esses eventos inesperados?

Esses eventos podem ser tanto de proporções menores, como um programa de computador que está falhando devido a um vírus, quanto uma calamidade de dimensões maiores, como por exemplo ataques de hackers ou até mesmo roubo de dados confidenciais.

Previna-se e planeje a segurança do seu negócio

Para manter um negócio ativo, especialmente no setor digital, é muito importante que os gestores da empresa apoiem a elaboração de medidas pertinentes, e também participem ativamente do processo de desenvolvimento e aplicação do plano de Disaster Recovery para emergências.

Por isso, fique atento, negligenciar a necessidade de implementar projetos de recuperação pode resultar em grandes danos para os seus negócios. Sendo assim, ainda vale lembrar que é essencial a empresa ter um plano estruturado de continuidade caso ocorra algum desastre.

Além disso, para garantir a eficácia das medidas de Disaster Recovery, é recomendável criar uma equipe capacitada que ficará incumbida de solucionar os problemas e efetuar as ações previamente planejadas.

Mais que uma aposta, o DR é um investimento 

Quando uma empresa possui um DR na nuvem, você não precisa pagar o custo total do ambiente, pelo simples fato de que, depois de implementado, é possível deixar ativo somente o espaço necessário, não pagando pelo que está em “stand by”, porém todo o ambiente ficará aguardando a possibilidade de um evento acontecer.

Outro benefício importante que o Disaster Recovery apresenta é a sua agilidade. Ele garante a rápida disponibilidade dos dados, permitindo que eles sejam restaurados instantaneamente.

Realizando uma comparação prática, o Disaster Recovery é semelhante a um seguro automotivo, isso mesmo. O seguro automotivo é utilizado somente em caso de algum desastre (por exemplo, um acidente), e é nessa lógica que se dá o DR, garantindo a continuidade dos negócios em caso de imprevistos.

Reduza os custos do seu negócio com o Disaster Recovery

Como falamos anteriormente, uma grande vantagem do DR é que com as soluções em nuvem, o gestor paga apenas pelos recursos que utilizar, ou seja, pode controlar os gastos de maneira simplificada. Assim, não tem a necessidade de investir altos valores em upgrades e contratação de profissionais para cuidar de servidores físicos.

Com um inventário de hardware e software seu plano de DR Cloud será mais efetivo

É muito importante lembrar que o plano de recuperação de Disaster Recovery Cloud precisa conter um inventário por completo de todos os hardwares, softwares e aplicativos do seu negócio de maneira que os coloquem em ordem de importância.

Entendendo o Failover e suas características

Quando um sistema, servidor ou outro componente de hardware ou software fica indisponível, um componente secundário assume operações sem que haja interrupção nos serviços. Esse componente é o Failover, entenda como se dá o funcionamento dele.

O Failover pode se aplicar a qualquer aspecto de um sistema: em storages, por exemplo, o Failover pode ser um mecanismo interno que protege o funcionamento do equipamento contra uma falha de disco ou simplesmente uma porta de rede.

Diferente do Disaster Recovery, com o Failover é possível contingenciar a falha de hardware física, não sendo possível contingenciar uma criptografia ou deleção de arquivos por exemplo.

Por isso, é muito importante que você conheça a tolerância de seus sistemas e como um plano de recuperação de desastres pode evitar prejuízos para a sua empresa.

Considerações finais sobre o Disaster Recovery

Por fim, após ler este artigo, é fundamental que você esteja ciente de que um plano de segurança Disaster Recovery não promove somente a recuperação de seus dados e informações em casos de eventos e circunstâncias prejudiciais. O DR também é um importante meio de promover a recuperação e restauração do sistema de forma rápida e eficiente.

Portanto não se esqueça, invista na segurança da sua empresa com o Disaster Recovery.

Ficou com alguma dúvida ou quer saber mais sobre as características do DR?

Deixe o seu comentário abaixo, ficaremos felizes em conversar com você.

deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.

Política de Privacidade
           Associado Abrahosting

Contatos

Métodos de pagamento

               Cartões de crédito